1 de Outubro de 2013

[Opinião] A Corte dos Traidores - Robin Hobb



Título Original: Royal Assassin (2ºparte)
Tradução: Jorge Candeias
Colecção: A Saga do Assassino #3
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 348
Classificação: 4/5 (Gostei muito)



Sinopse
Os Seis Ducados estão mais vulneráveis do que nunca. Enquanto o príncipe herdeiro combate os Navios Vermelhos com a sua frota e a força do Talento, o rei Sagaz enfraquece a cada dia com uma misteriosa doença e bandos de Forjados dirigem-se para Torre do Cervo matando todos pelo caminho. Mais uma vez, Fitz é chamado para servir como assassino real. Mas o jovem esconde outro segredo: ninguém pode saber que formou um vínculo com um jovem lobo através da magia proibida da Manha e, se for descoberto, arrisca-se a uma sentença de morte.
Quando o príncipe herdeiro embarca numa perigosa missão para pôr fim à ameaça dos Navios Vermelhos, a corte é entregue nas mãos do príncipe Majestoso que tem os seus próprios planos maquiavélicos para o reino. Cabe ao jovem bastardo proteger o verdadeiro rei numa corte prestes a revelar a faze dos traidores num clímax memorável.

Opinião
Outro grande livro de Robin Hobb.
Uma escritora que envolve o leitor na história de uma forma muito pessoal, em que o enredo é desenvolvido de uma forma lenta, mas sem se tornar cansativo. A sua escrita é clara e acessível, com as descrições necessárias, e que fornece ao leitor todos os dados que o façam pensar e deduzir o mesmo que o protagonista da história.
Um dos aspectos que mais gosto nesta saga, é o facto de a autora conseguir criar uma história com um enredo político muito denso e complexo, cheio de traições e artimanhas, mas que não confunde nem cansa o leitor.
Em relação às personagens, elas vão crescendo com o desenvolver da história. São personagens ricas e bem construídas, que ficam mais maduras de livro para livro.
Todo o livro é composto por momentos pouco previsíveis, e o final é completamente inesperado. Ao folhear as folhas deste livro, nunca imaginei que as últimas páginas fossem tão surpreendentes.
Só posso dizer que tenho de ler o próximo livro rapidamente.

Esta escritora criou uma saga de literatura fantástica que vai agarrando o leitor a cada virar de página. É uma colecção que merece um lugar especial na estante.


Tenho apenas de apontar um aspecto menos positivo, relativamente à edição. Não referente apenas a este livro, mas também a outros da Saída de Emergência. Nas últimas páginas do livro está um capítulo do livro seguinte desta saga. Sinceramente, nunca percebi muito bem a ideia….o livro já acaba de forma totalmente surpreende. Não é necessário mais nada para aguçar a vontade de ler o próximo. E acaba por desorientar o leitor. Quando já estamos quase no fim da leitura, este final chega mais cedo do que pensamos, porque as restantes páginas já não fazem parte desta história. É um pouco estranho ainda ter umas dez páginas para ler quando já acabamos o “livro”. Bem, é um aspecto que já tinha vontade de referir antes, que está muitas vezes presente nos livros desta editora, mas que acabei por nunca mencionar.

2 comentários:

Rita Ribeiro disse...

Fico contente que tenhas gostado tanto deste livro. Confesso que adoro a escritora e esta saga, mas este foi o meu volume preferido. Adoro as personagens, a história e a escrita da autora é fenomenal. Mal vejo a hora de poder ler a seguinte saga dela. :D

Beijinhos e bom resto de leituras

Kel disse...

Eu gostei especialmente da forma como este acabou. Não estava mesmo nada a espera...e acredito que os próximos também não tenham nada a ver com os primeiros livros da saga :)
Esta escritora é mesmo fantástica :)
Beijinhos e boas leituras