[Opinião] Marina - Carlos Ruiz Zafón



Título Original: Marina
Tradução: Maria do Carmo Abreu
Páginas: 260
Editora: Planeta
Classificação: 5/5 – Adorei!




Sinopse
“Quinze anos mais tarde, a memória daquele dia voltou até mim. Vi aquele rapaz a vaguear por entre as brumas da estação de Francia e o nome de Marina tornou-se de novo incandescente como uma ferida fresca. Todos temos um segredo fechado à chave nas águas-furtadas da alma. Este é o meu”.
Na Barcelona de 1980, Óscar Drai sonha acordado, deslumbrado pelos palacetes modernistas próximos do internato onde estuda. Numa das escapadelas nocturnas conhece Marina, uma rapariga audaz e misteriosa que irá viver com Óscar a aventura de penetrar num enigma doloroso do passado da cidade e de um segredo de família obscuro. Uma misteriosa personagem do pós-guerra propôs a si mesmo o maior desafio inimaginável, mas a sua ambição arrastou-o por veredas sinistras cujas consequências alguém deve pagar ainda hoje.

Opinião
Este escritor continua a surpreender-me! Li há algum tempo A Sombra do Vento e adorei. Marina suplantou o que eu tinha sentido com o primeiro livro que li do autor. É impossível não adorar este livro nem esta escrita!
Záfon tem o dom da escrita – uma escrita fluente, por vezes quase poética, que encerra uma história de acção, suspense e aventura. Um excelente escritor, que não deixa o leitor pousar o livro um único momento.
Uma história em que o pano de fundo são os cantos mais obscuros de uma Barcelona nunca imaginada. Uma história já esquecida por muitos, mas que as suas raízes continuam presas ao presente. Personagens saídas de um conto de fadas (ou de demónios), entrelaçadas com personagens reais, recheadas do mais profundo sentimento humano – o amor.
Por outras palavras, um livro único, em que a história central é à volta da vida de Mijail Kolvenik – o seu casamento, a sua empresa de próteses médicas e outros objectos de reconstrução do corpo. A história deste homem cruza-se na vida de dois jovens – Marina e Óscar – que tentam a todo o custo desvendar o grande mistério que envolveu a vida e a morte deste empresário. Ao mesmo tempo, a amizade entre os dois jovens vais florescendo, tal como a relação de Óscar com o pai de Marina – um homem que sofreu profundamente de amor e que está gravemente doente.
A história, por vezes mórbida e assustadora, mostra o lado mais negro do ser humano – as frustrações, os sentimentos mais vis e animalescos. As emoções são aqui retratadas de uma forma nua e crua, revelando o que há de pior no ser humano.

O final deste livro é surpreendente! Não choro com frequência em livros, mas neste chorei! Chorei e não foi pouco…as últimas páginas iam passando e eu só sentia lágrimas e lágrimas a molharem-me as faces. Um final doloroso, em que vemos que, afinal, o pano de fundo deste livro é, nada mais, que uma belíssima história de amor.
Previous
Next Post »

4 comentários

Write comentários
13 de maio de 2014 às 19:01 delete

Olá Kel,

Compreendo perfeitamente o que queres dizer, senti o mesmo quando li! É um livro belíssimo mas parte-nos o coração. Se gostaste do "A Sombra do Vento", devias ler "O Jogo do Anjo" (a sua prequela) e "O Prisioneiro do Céu" (a sequela).

Bárbara
http://bloguinhasparadise.blogspot.pt/

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
17 de maio de 2014 às 22:05 delete

Olá Bárbara!

Esses livros já estão na minha wishlist há algum tempo! Vou aproveitar a Feira do Livro deste ano para comprar :)
Obrigada pelo conselho!
Boas leituras

(já vou espreitar o teu blog)

Reply
avatar
Carolina
AUTHOR
20 de maio de 2014 às 14:01 delete

Parece um bom livro, sem dúvida! Tenho muita curiosidade em relação a este autor e quero muito ler algo dele! Já tenho "A Sombra do Vento" e quero ver se não passa deste ano! ;)
Beijinhos!

Reply
avatar
Kel
AUTHOR
20 de maio de 2014 às 23:35 delete

Lê!! Eu li há algum tempo "A Sombra do Vento" e adorei! E na minha wishlist já estão os outros livros deste autor :)
Vale mesmo a pena!

Reply
avatar

Mensagens populares